quarta-feira, novembro 28, 2007

Ninguém e Qualquer Um

Aconteceu no Porto, na Avenida da Boavista, mas tal vai acontecendo cada vez mais por todas as cidades e vilas deste país. É mais uma prova de que os nossos autarcas não têm apresentado uma visão estratégica focalizada nos cidadãos. A chuvada da semana passada transformou uma avenida num caudaloso rio. Alguém escreveu? Alguém já tomou medidas de melhoria? Claro que Todos sabemos que Qualquer Um pode apresentar uma solução simples, rápida e barata, só que Ninguém toma medidas, Ninguém trata o assunto, Ninguém resolve, pois Ninguém é responsável. Se Algum leitor do meu blog conhecer esses dois tipos que dão pelo nome de Ninguém e Qualquer Um, Todos o felicitarão, pois Alguém encontrou a solução para todos os nossos problemas.

terça-feira, novembro 27, 2007

O que é Coimbra!

Enquanto dedilhava a última guitarra que acabei de construir, Alvaro Aroso ia falando de João Anjo. Fiquei a conhecer um pouco sobre João Anjo no dia em que ele morreu.

segunda-feira, novembro 26, 2007

terça-feira, novembro 20, 2007

segunda-feira, novembro 19, 2007

Saramago

“Em relação à data de nascimento que tenho no bilhete de identidade morrerei dois dias mais velho, mas espero que a diferença não se note demasiado.” (José Saramago, As Pequenas Memórias).
Confesso que demorei um tempo a apreciar a escrita de Saramago, pois não tinha conseguido passar da décima página do livro que me ofereceram de título “Todos os Nomes”, ainda antes da atribuição do prémio Nobel. E assim ficou Saramago longe da minha estante. Com a leitura o livro “Intermitências da Morte” passei a ler Saramago sem ligar ao número da página e, à medida que fui lendo os seus livros, a sua literatura entranhou-se. Admiro Saramago pela sua reflexão em que nos apresenta a angústia de ser livre. Não alinho com o seu posicionamento político, mas concordo e alinho com a maior parte do que escreve e pensa. Sou um admirador de Saramago!

domingo, novembro 18, 2007

A agonia da espera

Vai tudo atrás do dono, dizem aqui na Gândara! O esteiro de Salreu deixou de ter a utilidade para que foi projectado e construído, não por culpa própria mas por outras razões que o esqueceram. Agora agoniza enquanto espera que lhe ofereçam trabalho na função que só ele sabe executar

quarta-feira, novembro 14, 2007

terça-feira, novembro 13, 2007

O ignorante bom tempo

Preferia aqui escrever sobre João Domingos Bomtempo em vez do bom tempo que os locutores da nossa Rádio, que por estas alturas de seca, anunciam com voz de ignorante regozijo.

quarta-feira, novembro 07, 2007

Mil palavras

(Clicar na imagem para aumentar)
De autor meu conhecido.

domingo, novembro 04, 2007

Quinta biológica (2)

Claro que a gestão camarária não está a gozar comigo só por dois milhões de euros! Será que o tal empréstimo a longo prazo que a Câmara contraiu, fazendo fé no que li no jornal asbeiras, tem este destino? É que é uma pipa de massa para fazer umas Quintitas em honra da N.S. da Eleição. Será que dará para tanto estádio de futebol? Depois da Quinta biológica (1) de Cantanhede, teremos nós a Quinta biológica (2) de Febres, e por ordem lógica e com a graça de Deus teremos para o ano a Quinta biológica (3) para Ançã, pois na Tocha não existe Quinta biológica, mas sim um Complexo de pistas rectangulares para atletismo? Asim a Inova, especialista em pastagens biológicas, terá muito que relvar. Caro João Moura, meu amigo guitarrista e presidente da Câmara de Cantanhede, não duvido da tua capacidade na gestão do carcalhol, só que as comissões de festas do nosso concelho têm tido um trabalho de peso, e se estica de um lado encolhe do outro. Quando escasseia o pão, aumenta o circo.

Desafio

Fui desafiado pela Rosalina.
Olhei logo para a secretária à procura do livro mais próximo e eram só dois livros.
Um mais distante, a Geometria de Decartes e o outro que estou a ler, da editora casa das letras, a Desilusão de Deus de Richard Dawkins.
Página 161, 5ª frase completa: (...) Se o cientista não consegue dar logo uma resposta completa e abrangente, o criacionista retira uma conclusão por defeito: «Então pronto, a teoria alternativa, do "desígnio intiligente", ganha por defeito.»
Passo a corrente à Cristina , à Fátima , ao Carlos, ao Toni e ao Abel.
As regras são:
1ª - Pegar num livro próximo (PRÓXIMO, não procure);
2ª - Abrir na página 161;
3ª - Procurar a 5ª frase completa;
4ª - Postar essa frase no seu blog;
5ª - Não escolher a melhor frase, nem o melhor livro;
6ª - Repassar para outros 5 blogs.
Vamos ver o que andam a ler.

sexta-feira, novembro 02, 2007