sexta-feira, janeiro 29, 2010

O meu novo brinquedo takataka

Comprei um serrote takataka que faz um corte fino e preciso. Fui mostrar à família da casa a minha nova ferramenta e todas se riram de mim quando apareci na saleta, de brinquedo em punho. Disseram-me que eu estava com cara de garoto. Até a Maria deu uma gargalhada!

quinta-feira, janeiro 28, 2010

Palabras para Samuel

PALABRAS DE RECONOCIMIENTO Y GRATITUD EN EL FUNERAL DE SAMUEL. Reconocimiento sincero a los celebrantes y familiares de Samuel por concederme la licencia de dirigíos unas breves palabras. Todos hemos pasado durante nuestra existencia por algunos momentos difíciles y este es para mi uno de ellos, pues entenderéis la carga emocional proveniente de la amistad y el cariño que nos profesábamos y el dolor que representa su muerte. Yo quiero hacer un brindis a la amistad, a la generosidad, al desprendimiento, a las buenas maneras; canto a la bonhomía, la docilidad amable y bondadosa, características que honran a Samuel por su personalidad sencilla, trabajadora y poco dada al protagonismo. Véase su proceso curricular con múltiples laureadas, que junto con la defensa de la libertad y la paz reflejan su comportamiento y el alto grado profesional del que estaba imbuido. Quizá tu pasión y celo profesional, tu amor y entrega a tan altas altas responsabilidades hayan contribuido a quebrar tu salud a una edad demasiado temprana. A uno de tus amigos del alma, al conocer el diagnóstico de tu enfermedad le enviaste un mensaje en los siguientes términos: “lo peor ya me ha sido confirmado, pero te prometo por nuestra amistad que lucharé hasta el final”. Has luchado, Samuel, como un valiente y junto a ti todos los tuyos en apretado haz. Unos de forma directa y otros con la intendencia de sus oraciones, pero no ha podido ser. La muerte venció, y estoy seguro que has sido llamado al lugar de los elegidos, donde no hay dolor ni llanto, sino presencia Divina. Bien merecido lo tienes, en la vida has dejado huella indeleble de Caballero Español. Gracias Samuel por tu ejemplo. En este mismo lugar y hace siete años, te dirigías por estas fechas a las Cofradías que nos acompañaban con motivo de la celebración de nuestro Gran Capítulo, con ese verbo fácil y cálido que te caracterizaba. Para este año tenías pergeñado un artículo para nuestra memoria que titulabas “la Cera de La Moncloa”. Seguro que además de las tertulias, los cantarinos, etc., no faltaría el recuerdo a nuestra Virgen de La Probe y al viejo egipcio San Antón a quien tantas veces glosabas. Ayer y hoy los pésames de condolencia, y esta asistencia masiva a la Eucaristía por tu eterno descanso, es una demostración patente del afecto sincero que a ti y a tus familiares profesan multitud de vecinos y amigos. Ello nos conforta y anima a seguir luchando. Especiales gracias a tantos compañeros y amigos que durante el proceso de tu enfermedad os habéis preocupado por el, muchos hoy aquí, de diferentes lugares de la geografía ibérica. “La muerte no nos roba a los seres queridos, al contrario, nos los guarda e inmortaliza para siempre en el recuerdo”. Samu, has concluido tu peregrinaje. Desde el infinito te pedimos una cosa: ruega por nosotros. Y te prometemos otra: nunca te olvidaremos. Gracias. La Foz de Morcin, 26 de Enero de 2.010.

quarta-feira, janeiro 27, 2010

Memórias

Fases de um projecto:
1. Entusiasmo.
2. Desilusão.
3. Pânico.
4. Caça aos culpados.
5. Castigos dos inocentes.
6. Prémios aos não participantes.

segunda-feira, janeiro 25, 2010

O bacalhau quer alho

Jantar com fados no salão paroquial de Vilamar.
Lá fui com a minha guitarra dar uns acordes para participar na ajuda da causa.
Apanhado de surpresa, pois afinal eu estava destinado sem qualquer aviso prévio, a acompanhar os fados de umas vedetas muito especiais vindas de longe. Não me agradou a ideia, pois até desconhecia por completo o que elas iam cantar, além do meu desconhecimento do toque à Lisboa, associado aos meus gostos musicais não andarem muito por esse género.
Nos bastidores, e em conjunto com o meu amigo músico Vítor Santos fizemos uma tentativa, que foi falhada, de conseguir não borrar a escrita. Com o Vítor abrimos o espectáculo. Saiu cinco peças para guitarra portuguesa e viola. Depois juntou-se o grupo Aldeia velha, e amadoramente lá se cantou o fado. Decididamente eu não iria acompanhar tais vedetas, só que elas acabaram por saltar para o palco, chefiadas por um apresentador de fato a preceito, e que se apresentou como o dono de uma escola de fado, a escola das crianças, pois afinal vinham de longe e eram vedetas. A tocata lá foi sarrafando, misturando os maiores com menores. Eu simulei que tocava e a uma vedeta já bem adulta, que se apresentou como fadista profissional recusei simular tocar. Não estava para a aturar. A vida de uma pessoa que até fala com guitarristas é dura!
Altas horas da noite, crianças entre os 6-7 a 10-11 anos, vindas de bem longe, puxavam pelas gargantitas e a plenos pulmões. Uma delas obteve um segundo lugar num tal concurso da TVI, segundo afirmou o manager da dita escola de fado, que também me afirmou que nada sabia de música. Atrás vinham as respectivas famílias cheias de razão pela falta de qualidade dos guitarritas e tocadores de viola.
As crianças agiam como umas vedetas, apesar do palmo e meio da meninice.

terça-feira, janeiro 19, 2010

Rir para não chorar

video

Isto jamais aconteceria em Portugal. Só no estrangeiro, pois lá há muitos mais países que em Portugal.

Classifico este como humor, mas só para não chorar.

domingo, janeiro 17, 2010

Limpa ainda mais limpo

O excesso de produto, em conjunto com os errados processos e modelos de produção, tem sido o principal na origem da contaminação, e se não há dinheiro para consumir, invente-se o crédito.
Fazer, desfazer e voltar a fazer, que apesar de apontado como avanço económico (lá está o famigerado e sempre presente PIB) só tem provocado e apresentado impactos negativos no ambiente.
Mas eis que surge o milagre dos milagres.
Agora, aqueles que mais poluíram são os que sentem a vocação da limpeza, os que são “chamados” a limpar. Os que mais sujaram, tirando dessa actividade proveitos de vária ordem, são os que se apresentam na primeira linha dos descontaminadores, focalizados na vantagem que daí resulta.
Por isso o armar de laço aos ingénuos.

Conversation with God

sábado, janeiro 16, 2010

Email aberto a João Carlos Cruz

Caro João,
Os meus parabéns ao escritor.
Aguardo com ansiedade o momento de ler a obra que não mereceu qualquer referência do prémio Carlos Oliveira 2009.
Recordas-te do que eu te disse sobre o prémio Carlos Oliveira e do propósito para que foi criado, daquela vez no restaurante da Pena na presença do mestre Alves André, o ilustrador da capa deste teu novo romance?
O que te disse não passou de uma opinião e não é mais que isso, pois quem tem o dinheiro é que manda cantar ou rezar o cego.
Tenho a certeza que irei gostar de ler o "Ao redor dos muros", um livro terá que ser lido e relido com cuidado, pois de certeza que é uma obra de elevado sumo. Terá sempre para dar cada vez que se lê.
Para quando esse lançamento no local próprio já combinado?
Ando a afiar as unhas para o efeito.
Aquele abraço
manel
Nota:
Caros frequentadores desta tasca, é só clicar no link abaixo para ver o vídeo:

quinta-feira, janeiro 14, 2010

Há qualquer coisa errada que não está certa

Se numa classe de profissionais 99,5% são bons ou ainda mais que bons, que autoridade tenho eu para falar sobre a qualidade do trabalho desenvolvido?
Há qualquer coisa errada que não está certa!

segunda-feira, janeiro 11, 2010

sexta-feira, janeiro 08, 2010

Tempo de construção

(Clicar na foto para aumentar)

terça-feira, janeiro 05, 2010

Este post é uma mentira

Discurso de Ano Bom do Sr. Presidente de Câmara de Cantanhede
(Partes do discurso)
“……………………….. “o Município está impedido por imperativo legal (Acórdão - Jurisprudência n.º 01/2009 – FJ/25.Mai/PG do Tribunal de Contas), de recorrer a empréstimos para a realização de investimentos porque não respeita, em 30 de Novembro, os limites de endividamento líquido e de médio e longo prazo.”
”..............................a Câmara Municipal de Cantanhede tem um problema de desequilíbrio conjuntural de tesouraria que só consegue resolver com o recurso a uma operação de saneamento financeiro.”
"o quadro deste documento, vem espelhado o montante de quase 30 milhões de euros de dívidas de curto, médio e longo prazo. Possuindo a Câmara e INOVA um passivo de 54 milhões de euros."
"Analisando o passivo deste nosso Município, verifico que em apenas 11 meses (31-12-2008 a 30-11-2009) as dívidas a fornecedores de curto prazo aumentaram quase 10 milhões de euros (9.891.040,13€). Recordamos que foi ano de eleições!"
"De forma responsável terei que concordar com este Plano, sem o compromisso claro de redução da despesa corrente, pois é possível continuar a lançar os problemas para as gerações futuras."
"....... e com este plano de saneamento os próximos 12 anos ficarão hipotecados. Ficará a câmara a ter de pagar à banca mais de 2 milhões de euros por ano só relativamente a este empréstimo. ………………………………..”

segunda-feira, janeiro 04, 2010

Carlos Paredes e Fernando Alvim - Variações em Ré Maior

Tirado do http://guitarracoimbra.blogspot.com/.

Estacionar em Coimbra

Um lugar de estacionamento livre no contraforte do convento dos frades Crúzios, ali ao lado da Biblioteca Municipal.

Bom Ano 2010

Ciclicamente desejamos aos outros o que de bom queremos para nós, como a contrariar o que inevitavelmente nos espera, o desafinar constante da orquestra.
Prometo-vos que continuarei a esforça-me para que o toque saia o mais afinado possível.
Bom 2010!