quinta-feira, setembro 21, 2017

É o tempo do peniqueiro aparecer nas redes sociais




Este é o tempo do peniqueiro aparecer nas redes sociais, só porque o chefe vai a votos, só agora publica as fotos que o chefe manda.as fotos que o chefe manda.


O peniqueiro nunca publica as suas opiniões.
O peniqueiro só tem uma opinião: a do chefe,
O peniqueiro, só lê as opiniões dos outros.
O peniqueiro é uma espécie resistente apesar de amorfa e sem espinha.
O peniqueiro constipa-se só porque o chefe espirra.
Tendo sempre à mão o utensílio que lhe dá o nome, corre desalmadamente para o chefe mal este aproxime, por qualquer motivo, a mão da verguilha.
O peniqueiro é mais perfeccionista, mais pontual e mais alinhado que o chefe.
O peniqueiro faz tudo pelo chefe, e até lhe ofertaria o dito se o chefe o pedisse.
O peniqueiro é elemento de uma praga maior que os chatos, apesar de eu não saber até ao momento o que é isso, mas assim deverá ser.
O peniqueiro é enxotado pelo chefe, mas se houver mudança de chefe, o peniqueiro será o primeiro a pendurar-se no seu saco, um autêntico e exímio “ puxa saco” para desespero do chefe e sobrevivência do peniqueiro.
O peniqueiro vive e come directa ou indirectamente do que lhe colocam na gamela, existindo peniqueiros por todo lado mais do que se possa imaginar. Uma praga!


segunda-feira, setembro 18, 2017

Há cheiros na memória


Um cheiro único a salitre mareiro, misturado com o do breu das tábuas ressequidas pelo sol, paira entre os palheiros, nas passagens entre eles e na areia varrida pelo vento alisada à espera das primeiras marcas de pisadas de pés descalços. 

quarta-feira, setembro 13, 2017

Aranhiços


   São uns enormes aranhiços, negros, saídos do mar, a caminho de terra, os palheiros de madeira empoleirados em estacas de pau, que se vêem a andar por cima da grande duna, aquela que cerca o mar de entrar terra adentro.

terça-feira, setembro 12, 2017

O Tempo não é linear.


Ontem, teimosamente na noite dos meus pinhais, apesar da teimosa poluição luminosa que nos é imposta, brilhava do Norte a estrela que é ponto central do eixo da Esfera. A cabeça da Ursa Maior estava nas sete horas e Cassiopeia nas duas horas do relógio celeste. O Tempo dá estas rodas á volta, a indicar o fim do ciclo e preparar o balanço de meia volta para se renovar. É o tempo de aguardar as mais belas luzes de Oríon, mais tarde a estrela Sírius, agora olhando para Sul.
Para mim, o calendário muda de página no equinócio de Setembro.
É que já anoitece de manhã.



segunda-feira, setembro 04, 2017

O caminho é sempre uma construção



O caminho é sempre uma construção das pessoas que o percorreram e percorrem. Nesta memória temos uma construção viva e alterável no tempo, olhada do lado do nosso umbigo e todos julgam estar do lado certo da história, havendo quem queira verdades absolutas e negue os pontos de vista de os outros.
Hoje as ditaduras estão aí à espreita e usam a subtileza das tecnologias para se irem impondo, exultando medos e culpas várias.
Estejamos atentos e, já agora, às vezes a tintos.
Saúde!

Bom dia e boa semana.