terça-feira, agosto 22, 2017

As moscas que sobreviveram às geadas do Inverno



As galinhas entram e saem do pátio da casa onde a estrumeira fermenta as agulhas acamadas com bosta dos currais das vacas e da bezerra. O monturo que está à saída da única porta da cozinha, e que dá para o pátio, quer entrar pela casa adentro, ainda mostra o camareiro emborcado sobre a recolha dos dejectos nocturnos. As agulhas finas, caruma apanhada do pinhal novo, em monte ali ao lado a um canto, ainda não foram espalhadas como última camada sobre o monturo. As crianças que brincam por perto ainda irão pisar o presente da noite e apezinhar com bosta o chão de terra batida da cozinha. O sol do meio da manhã incide sobre o fumegar queimante do esterco, iluminado o bailado das ainda poucas moscas que sobreviveram às geadas do Inverno.

segunda-feira, agosto 21, 2017

Trabalhos de fundição




A agricultura que foi desenvolvida inicialmente por mulheres. 
Junto com o uso da tecnologia do metal,este mais usado para a caça, a humanidade adquiriu outros conhecimentos associados à vivência dos dias com a compreensão dos ciclos naturais, e este trouxe o rápido desenvolvimento humano na partilha em grupo dos benefícios a partir dos bens resultantes desses novos processo tecnológicos, consigo uma alteração gradual nas mentalidades, reorganização social e alteração nas relações de poder.
Com as tecnologias usadas pela humanidade vieram associados novos modos de vida, novas organizações de sociedade e filosofias associadas.
Este tem sido o nosso caminho.

A quarta velocidade




A quarta revolução está em curso, estamos no meio dela, no olho do ciclone. É uma realidade vivida e sentida, com as tecnologias da chamada internet integrada na produção, com a comunicação dos equipamentos entre si, e o sistema a ajustar-se e a reorganizar-se em tempo real em função da procura instantânea.  
Assim, resumindo as etapas passadas em função das tecnologias utilizadas temos. 
1.0. Mecanização, energia hidráulica e energia a vapor. 
2.0. Produção em massa, linha de montagem e electricidade. 
3.0. Electrónica, computadores e automação. 
4.0. Cyber sistemas. 
Sabemos, hoje, porque sentimos, vemos, ouvimos e lemos, que cada vez mais há uma concentração de riqueza e poder em cada vez num menor número de pessoas. Que o que está a comandar esses mercados financeiros são computadores com recurso a algoritmos, cujo objectivo é a maximização do lucro, custe o que custar, e sentimos que as pessoas não estão nessas equações. Na Industria 4.0 temos robots, sistemas automatizados que comunicam entre si e com outros centros de produção, à mistura com operadores, e isto tudo integrado. Esta é a realidade actual e o caminho que o colectivo trilhou aqui nos trouxe à tal fábrica magra. 
É que está a acontecer. É o tempo que vivemos!

terça-feira, agosto 01, 2017

Olhares de fora da vedação


As estas retorcidas histórias dos olhares de fora da vedação vigente, mais amplos de horizonte, mais libertários, subversivos e até às vezes quase como hereges, são mais interessantes que as oficialmente consensualizadas.