segunda-feira, março 26, 2007

Leituras (2)

Ainda bem que se fala de Salazar, pois assim muitos jovens que nem imaginam como foi a vida deste país no tempo de Salazar, poderão começar a ler sobre o ditador. Lembro a todos que eu tinha 15 anos a quando do 25 de Abril de 74. Vivia com o futuro numa guerra que não entendia, onde morreu um parente meu, da minha aldeia do Escoural, de nome Mário Ribeiro e o meu primo Manel da Taboeira, este a 24 de Abril de 1974. Os nomes deles estão cada um em sua placa, no chão, ao lado de um monumento do Plácido em Cantanhede, eleitoralisticamente inaugurado e sem a arte para homenagear estes que lembro e que também foram vítimas de Salazar. Penso que a dita "eleição" do Salazar tem esta qualquer coisa de boa para o futuro, que é levar os jovens a ler sobre o dito, apesar de me lembrar um passado triste.

22 comentários:

Tiago Cação disse...

Salazar, O Maior Português...
Às vezes, sinto-me muito, mas mesmo muito Grande, mesmo sendo pequeno...

Ai Portugal Portugal, o que é que estás à espera....

Manel disse...

caro Tiago, as melhoras e recupração total.
Já observas-te quem ficou em segundo lugar na dita "eleição"? E a seguir, quem foi?
Dá para pensar!

Anónimo disse...

Diante do olho do ciclope, como as moscas aglutinadas à volta dum monte de merda, sabem lá quem é o maior ou o menor.
Do tempo do salazar foi a censura e o medo que tirou o espírito de análise e critica à maioria da população (até os muros ouviam).
Mas hoje, quais são os programas com mais audiência na televisão.
Como já dizia o César, não há pão, damos-lhe jogos.
E não vale a pena sonhar. Como a bestialidade nos jogos do circo, impera hoje a mesma diante da tv.
A única diferença, talvez, é que hoje podem gritar "à morte", os Césares não autorizam. Até quando?

M. Domingues disse...

A minha TV tem um botão On/Of,que para quando há programas de mrda!....Sem comentários, porque na minha tv só passa o que eu quero!
Cps
M.D.

Mário Caniceiro disse...

Só quem não viveu esses tempos é que não sabe o que era. Eu tinha 10 anos, frequentava a 4ª classe e ainda tenho presente a miséria da altura e a dor de ver partir um familiar que poderia nunca mais voltar.

m. domingues - permita-me que lhe diga o seguinte. Acho que só ajuizamos e opinamos mais correctamente quando vemos, quando estudamos, quando vivemos, quando sentimos as situações. O programa ensinou alguma coisa a alguns. Pode não ter sido o seu caso. Mas para dizer que era um programa de merda é porque viu, pelo menos um pouco. Se fez OFF, como poderei dar valor à sua opinião expressa neste blog? É claro que poderá sempre dizer: "isso é um problema seu". Felizmente hoje podemos ver o que quisermos. Eu vi apenas o último programa quase na totalidade.

O que acho é que foi apenas um concurso. Poderia ter ganho a Fátima de Felgueiras ou o Major de Gondomar ou o Portas o Pedroso o Duarte Lima ou outra merda qualquer.

Penso que foi uma forma de protesto contra o estado actual das coisas. Aliás se viu o programa, mesmo no final fala um escritor português que explica bem e LIVREMENTE, na minha maneira de pensar, o porquê deste resultado. Se tiver interesse posso enviar-lhe por email uma pequena gravação dessa opinião caso esteja interessado.

Convém não esqueçer que ainda hoje na política nacional temos por aí muito ditadorzinho noutros formatos.

Muita gente está farta de pagar para os "Grandes Democratas" viverem à grande, com altos ordenados, mordomias, etc. Temos casos no concelho - veja-se o caso das empresas municipais, por exemplo. Para mim não passam de uma outra forma de ditadores só que de uma maneira mais evoluida e refinada.

E para terminar, acho que o resultado mostra que, muita gente, passados 30 anos, continua burra e fechada na própria ignorância.

M.Domingues disse...

Caro Mário... Salazar misturado com Grandes Portugueses dá vómitos e contamina... E se tivesse sido Humberto Delgado?
Não faço comentários nem critico quem quer voltar a ver quem eu não quero! mas pelo andar da carruagem e o desfraldar de bandeiras Nacionais só quando há futebol, não tarda que 25 de abril ou 10 de junho vai ser o dia de Salazar.

Cumprimentos patrióticos.

M.D.

H(w)orst de Cantanhede disse...

Quem votou em Salazar para "O Grande Português" que vá agora a Santa Comba Dão desenterrá-lo para a tomada de posse.

Mário Caniceiro disse...

Eu acho que a RTP cometeu um erro grave, pois nem deveria ter incluido a besta no concurso. Ponto final. Já que o fez, quanto menos importância lhe dermos melhor. Foi um concurso de má memória e nada mais. O culpado é o Eng. Manel (este é mesmo eng.!!!) que vem para aqui escarrapachar estes assuntos. Cumprimentos sem Sal a todos.

Anónimo disse...

Salazar morreu e não deixou herdeiros,sobretudo políticos,como ele próprio preconizou!Nem nunca pretendeu ser o D.Sebastião,que muitos continuam a aguardar!por isso deixem-se de fantasmas desculpabilizadores do estado a que chegamos!Quem viveu antes de 25/4,quem foi imigrante,então,em países democráticos,quem pode visitar,não em turismo,países comunistas,quem conheceu uma Espanha,também ditatorial em piores condições económicas e sociais e vê hoje este "espaço" turístico,não pode de deixar de concordar com muitas coisas do tempo do Botas...Quem assistiu às filmagens do último Amor de Perdição,até pode vêr nos Gerais as pautas com as notas do melhor aluno de sempre da Fac. de Direito de Coimbra e,numa época,políticamente nada favorável para ele ...até foi saneado...daí,o seu Depoimento...Adianta-nos muita a pretensa "liberdade" de expressão vendo quem é dono das TV,s e dos jornais!E quem possa estar por trás de muitas decisões,(ainda há pouco tempo o Dr.Arnaut,descaiu-se e contou que antes de levar a Conselho de Ministros o seu projecto de Serv.Nac.de Saúde,o levou à sua Loja para aprovação prévia...Os actuais políticos pela sua práctica,e já com 2,ou 3 reformas não têm qualquer autoridade moral,ou outra,para branquear a situação actual!e 41%,nem pelo sim ,foi alcançado-que seja um cartão amarelo(não sou ex-maoista) e, deixem-no ficar descansado na sua campa-rasa de Santa Comba,que não é o túmulo mumificado do Kremlim...

Manel disse...

Este dito programa para "eleger" via telefone veio levantar questão de quem se apresentava em 2º lugar.
Será que Cunhal ao ser colocado ao lado de Salazar, não o ajudou na dita "ELEIÇÃO", assim como a presença da Sra Odete Santos?

Um nacionalista e um comunista lado a lado não iria dar outro resultado!
Este tipo votação (tipo big brother)é que é e mais nada, apesar de cada vez mais IN.

Mário Caniceiro disse...

Não nos podemos esqueçer que alguns programas de televisão têm objectivos (audiências, publicidade, etc.). Este também não fugiu à regra. É pena, porque a RTP recebe dinheiro para ter outro tipo de filosofia. Noutros países bestas como este que ganhou não entravam no concurso. Penso que na Alemanha Hitler não entrou. Isso sim, seria uma televisão responsável.

Cristina disse...

ainda estamos traumatizados e pouco distanciados. daí estas reações extremistas...

mas apesar de tudo, gostei do programa e aprendi com ele isso é que interessa. o resultado é irrelevante:)

beijos

Anónimo disse...

Com a vitoria de Salazar , alguns já começaram a tirar a camisa.... http://tsf.sapo.pt/online/portugal/interior.asp?id_artigo=TSF179022

Anónimo disse...

Tanto quanto se sabe, o Sr. António, de Santa Comba Dão, ganhou o concurso e o resto são tretas! O povão escolheu, estava escolhido! Só que em Portugal ninguém respeita ninguém e convém sempre não ferir susceptibilidades.
O "Festival do Tuga de todos os tempos", tinha regras e o povão aderiu e mostrou o que vale, o que sente e o porquê de ser uma massa pouco esclarecida e acima de tudo muito sensível.
Votou em massa no único estadista português que foi barbaramente assassinado por uma cadeira. Não interessa que tenha sido um verdadeiro crápula, um politico trôpego e insensível. Na realidade ele venceu o certame.
Neste desafio como em todos os outros, o povão mostrou porque é que o Toy é disco de platina, porque é que a Carolina é "Best Seller" e porque o Engenheiro é o 1º ministro. Coerência!
Que é incómodo, concordo, mas mudar as regras a meio do jogo? Nunca ninguém falou que iria haver uma nova votação com os 10 mais. Consta que houve pressões para que as regras fossem alteradas. Se é verdade, é uma vergonha para a democracia, para acrescentar à vergonha de um povo com memória curta e que vota neste personagem verdadeiramente execrável!
Maus sinais da democracia portuguesa!
(Pelágio de anónimo....)

Anónimo disse...

O que é vergonhoso é um gajo obter uma licenciatura (passada a um domingo), porque nunca lhe apeteceu estudar, (era um bom vivam), gostava era de frequentar Associações de Estudantes, política, nunca fez a ponta dum corno, por isso chegou a político, etc. e outros terem de queimar pestanas para o conseguirem. Não tem nada a ver com isto, mas a mim não me espanta que o António tenha ganho o tal concurso. Deviamos meditar todos porque é que tal aconteceu. Porque, em meu ver, é muito mau o que se passou. Muito mau mesmo.

Anónimo disse...

Somos um país de Drs.
Sei de uns casos em que o facto do cheque do banco não indicar dr. Fulano Tal deu origem a reclamação.
Como doutor não é profissão, que eu saiba,e engenheiro é o profissional de engenharia, licenciado em qualquer coisa contiua a ser o que é e não é profissão.
Agora tratem o Sr. José Socrates , que é 1º ministro, por dr. se quizerem como muitos que eu conheço, mas não o tratem por engenheiro, pois não o é, apesar de ter a dita licenciatura.

BICHA RELATO disse...

Sou Enginhero sim senhor! Quem é que disse que só tenho o Bicharelato? Cambada de aldrabões.... é uma calúnia. Isto é uma cabala!!!! faz cá muita falta outro Salazar. O povo bem que tem razão.....

Anónimo disse...

"Quer ser engenheiro ? Simplex! faça como o Zé Sócrates: venha para a Independente e saia engenheiro contente!".

Anónimo disse...

JOSÉ SÓCRATES CARVALHO PINTO DE SOUSA.

Engenheiro, agente técnico de engenharia ou simplesmente ZÉ?

A MENTIRA E A POUCA VERGONHA CHEGARAM AO PODER, EM PORTUGAL, HÁ MAIS DE 30 ANOS.

PESSOAS SEM ESCRÚPULOS, A COBERTO DA DEMOCRACIA, PROTAGONIZAM AS SITUAÇÕES MAIS TORPES.

Anónimo disse...

Os comentadores pro-salazar e os votantes que lhe deram a victória, deve ser daqueles paridos após o 25 de abril e outros antes, mas que ainda não foram à escola para saber quem foi salazar...e o que mandava fazer!... Ao seu Povo!
..............
"Catarina Efigénia Sabino Eufémia (nascida a 13 de Fevereiro de 1928 — morta a tiro a 19 de Maio de 1954) foi uma ceifeira alentejana analfabeta que, na sequência de uma greve de assalariadas rurais, foi assassinada, aos 26 anos, pelo tenente Carrajola da GNR em Monte do Olival, Baleizão, perto de Beja, Alentejo. Catarina tinha três filhos, um dos quais de oito meses, que estava no seu colo no momento em que foi baleada.

A história trágica de Catarina acabou por personificar a resistência ao regime salazarista, sendo adoptada pelo PCP como ícone da resistência no Alentejo. Sophia de Mello Breyner, Carlos Aboim Inglez, Eduardo Valente da Fonseca, Francisco Miguel Duarte, José Carlos Ary dos Santos, Maria Luísa Vilão Palma e António Vicente Campinas dedicaram-lhe poemas. O poema de Vicente Campinas "Cantar Alentejano" foi musicado por Zeca Afonso no álbum "Cantigas de Maio" editado no Natal de 1971. (clique aqui para ouvir um trecho dessa canção)"

Humberto Delgado "procura reconciliar-se com Salazar que por fim o convoca. Ao seu encontro, na fronteira Espanhola em Villanueva del Fresno (Espanha, nos arredores de Olivença), é enviado um comando da PIDE, liderado por Rosa Casaco que o assassinou a tiro, bem como à sua secretária. Morre assim na fronteira, sem ter conseguido regressar a Portugal, no dia 13 de Fevereiro de 1965."
....No dia 26 de abril de 1974 não foram eliminadas sementes que por aí continuam a germinar, e a reviver as suas memórias do passado ... à sua boa maneira, claro.

este post vai em anónimo,....Um dia poderá bem haver retaliações...

Anónimo disse...

É verdade, somos uns país de Drs e Engs. É provavelmente o único país do mundo onde a abreviatura Dr ou Eng antecede o nome próprio. É vergonhoso. Também é vergonhoso e curioso que os arautos de Salazar refiram e reforcem este facto. Estes senhores devem ter falhas de memória. Então não foi no tempo do António que foi incutido o culto do Sr Doutor. Ainda temos resquícios desse tempo. Ainda hoje algumas pessoas idosas tiram o chapéu e fazem uma vénia quando passam por um médico ou por um padre. São hábitos dos tempos de um Portugal pacóvio, mesquinho, beato e rural, criado à imagem do próprio Dr Salazar. Se Salazar queria construir um país de ignorantes, conseguiu-o. Alguns desses ignorantes mobilizaram-se e votaram no próprio. Salazaristas,voltem para o armário, ou então filiem-se no PNR que agora anda cheio de força...

Anónimo disse...

Pessoalmente não conheci o bicho Salazarino... mas se calhar o bolo é simples de cozinhar:

- 500g de descontentamento generalizado a assolar o Tugueiral

- 250g de bota-a-baixo, apanágio do Tuguita

- temperar a gosto com " Pimenta no cu dos outros sabe-me a mel "

- levar ao lume brando de um sensacionalismo pérfido de uma estação púb(l)ica " Á Tuguês "

- e no fim é servido à mesa de quem quiser comer ou apenas tomar o paladar de tal manjar...

- deve ser acompanhado com um vinho encorpado a rasar o vinho do porto, seguido de laivos de autocumiseração por vivermos num país onde a alternativa são as telenovelas e os Reality-Shows

Peço desculpa pela intromissão...
Mas isto incendeia-me...
Ainda para mais, 30 e tais anos depois... a memória é curta! Mas em Portugal não há memória...