terça-feira, maio 11, 2010

Lembrar a História

11 comentários:

A. M. disse...

Sim, amigo Manel, convém lembrar e nunca esquecer o que foi a ditadura salazarista-marcelista e, muito em particular, as guerras coloniais em África! E o desenho, realmente, é uma relíquia a guardar.
Abraço.

Anónimo disse...

Hoije também há muitos a manterem a dita dura à custa dos outros!!!!

O botas morreu pobre....

Manel disse...

Existe um monumento aos combatentes do Ultramar, pois era assim que se dizia (eu acho que se pode continuar a dizer) em Cantanhede, frente ao campo de S. Mateus, cujo autor Plácido envio os meus cumprimentos.

Ao artista envio, também, a minha crítica construtiva pela escolha do material seleccionado, a pedra mole de Portunhos originária do lodo marinho, em vez do mais nobre bronze. Quero lembrar que lembrar um aerograma que eu bem conheço é lamechice.

Mais, colocar os nomes de parentes meus no chão onde todos pisam, para mim, não é de bom gosto.

Lembro os meus primos, um primo direito, o Manel da Taboeira e o Mário Ribeiro do Escoural (no Escoural somos todos parentes) têm uma pequena placa que é pisada por quem lá passa. A pereira que deu as últimas peras que o Mário comeu ainda produz e existe no meu quintal.
Ainda faltam o respeito e a homenagem da nossa parte à mocidade que, um estúpido regime apoiado pela igreja que hoje é notícia pelas piores razões pedófilas, entre outras, e pelo beija-mão do políticos que assentam cú na cadeira do poder.
Infelizmente todos os monumentos aos combatentes de Ultramar que conheço, elaborados em democracia, não passam de arremedos à arte e um atentado à memória da mocidade perdida.
Só conheço dois, e estão no meu no concelho de Cantanhede: um no largo de S. Mateus em frente do Tribunal e outro na Cordinhã, ambos farinha do mesmo saco.
Informo aos que se sentirem mal com este meu comentário, que eu também fui militar.
Servi a Pátria como oficial miliciano!

MDomingues disse...

Manel,
Felizmente hoje, enquanto 3 canais de televisão estavam a transmitir a chegada de BENTO XVI, a RTP2 passava desenhos animados!((...

Paulo Sempre disse...

Senhor Manuel Ribeiro Escoural

Quero deixar aqui, publicamente, as minhas desculpas pelo facto de, sem autorização, utilizar no meu blogue uma fotografia das suas postagens .
Na minha postagem, ora em causa, já coloquei a "fonte" da referida fotografia.
Porém, estou na disposição de a retirar do meu blogue se for essa a sua vontade.
Mais uma vez, as minhas desculpas.
Abraço

Paulo Sempre

C.Oliveira disse...

Por falar em Bento XVI, 'sua santidade o papa', 'sua' para quem quiser, para mim é apenas um papa que merece o respeito como qualquer outro homem.
Da mesma forma o respeito pelas pessoas que acreditam e expressão a sua fé, da mesma forma que peço que me respeitem por não acreditar no papa como algo Divino e/ou Santo.
Acredito em Deus, acredito em Jesus, acredito no exemplo da vida de Jesus e desta forma fico completamente ofuscado quando olho para o exemplo do Vaticano, tudo menos humildade! Talvez um dos estados mais ricos do mundo, deixando os seus seguidores muitas vezes padecerem necessidades. Já para não falar dos escândalos da actualidade.
Felizmente a democracia tem destas coisas, podemos acreditar em quem quisermos, "em quem bem nos der na bolha", infelizmente eu e muitos de nós acabamos por acreditar mais no Salazar do que nos actuais governos, que devem estar a gastar milhares com o chefe de estado do Vaticano.
Pago eu, pagas tu Manel, paga o Sr. A.M., o Sr. MDomingues, os pais do Paulo Sempre e nem o Anónimo escapa!
Já agora pergunto, se o papa foi recebido pelo governo na qualidade de chefe de estado, porque é que o dinheiro dos meus impostos foi gasto num altar?
http://www.publico.pt/Sociedade/altar-do-papa-em-lisboa-inspirado-nos-seixos-do-tejo_1425168
Uma módica quantia de 200K€.
Que fará o governo deste país, que constrói aeroportos, TGVs e até rios debaixo de pontes, quando vier cá o Presidente da Comunidade Europeia, que é o Chefe dos Chefes dos estados que são membros da CE? Fazem-lhe um Jardim do Éden!

C.Oliveira disse...

Eu queria dizer "expressam"

TENHO DE DAR COMER À FAMILIA disse...

C.Oliveira, vc fez uma análise sensata e equilibrada, os meus parabéns. Quem é o pai/mãe que após se ter empenhado em dar a um filho uma boa formação/educação não gosta de o ver a trabalhar? Temos um engenheiro/POLITICO que prometeu, com a boca cheia criar 15oooo empregos. MENTIRA. Antes havia TRABALHO para todos. O Dr. Oliveira Salazar de economia percebia mais do que estes engenheiros/POLITICOS todos juntos.

MDomingues disse...

Mentira? Só a visita do papa, empregou muito mais de 150000!!! Qual crise? Até houve, há tolerância de ponto para uma certa classe!!!! ...E eu a "vergar a mola" que me ph*do!

Cidadão Desiludido! disse...

Os "salvadores da pátria actuais" são tão bons para nós, que aproveitam o facto do povo andar distraído com a visita do Papa, para subir os impostos para "combater o défice" e "pelo bem da nação"!
Mas só sabem aumentar a receita! Agora cortar na despesa supérflua e desnecessária, onde mamam os "vampiros parasitas" do sistema, aí nem tocam!
Continuam os tachos e as cunhas milionárias, os negócios ruinosos com certos parceiros, as acumulações de várias reformas ou salários do Estado com outros cargos públicos remunerados, os benefícios e privilégios injustificados, etc...!

Sou português e espero que Portugal vá longe no Mundial de futebol! Mas tenho muito medo do que esta classe política possa aproveitar para fazer, se Portugal ganhar o Mundial e o povo andar distraído a festejar! Que medo!

Anónimo disse...

Em Cantanhede e nos outros concelhos os festejos nunca faltaram.
Mal acabaram as confrarias dos porcos assados no espeto em Outubro, já os funcinários da Inova preparam a festa das festas, a Expfacic, além das mostras gastronónicas que por aí pulam de freguesia em freguesia, pois foi para isso que se elegeram as juntas.

Só não vejo, ainda , nada sobre a tradicional, ainda mais tradicional que os ranchos Folk como agora se chamam, que é a ainda mais popularíssima Dixland, que tantos tocadores de trombones de vara formou em Cantanhede, enquanto uns engordaram a olhos vistos à custa dos investimentos públicos, desde as construções hospitalares, estações de serviço, plantio de amores perfeitos , à rega e corte de relva ou ao abate de árvores.

A herança salazarista- marcelista continua a mandar no país , em especial no pequeno poderzinho e benesses no novo tipo de caciquismo local que originou.Aí a igreja é cumplice e confunde-se com ele.

Ontem e hoje, ouvi relatos radiofónicos sobre a visita do Papa, tais quais relatos de futebol do tipo: vai sair, vai entrar no papa-móvel , as pessoas dão vivas ao papa, não faltando os comentadores técnicos- táticos em teologia e outras especialidades.

Agora multipliquem isto por trezentos e tais concelhos, milhentas freguesias, mais os buracos finaceiros das Câmaras de Lisoa, Porto e Gaia, e digam se se pode tirar de onde não há? os funcinários das Câmaras e empresas municipais já não têm que fazer. Alguns circulam para disfarçar.

As coisas não crescem e terão que decrescer.
As coisas vão decrescer, só que quem irá pagar as vacas aou dono são e serão sempre os mesmos,

Lamente-se.