terça-feira, setembro 18, 2007

O pote da verdade

(Roubado no GoisArte-2007 )
Todos cheiraram o conteúdo do pote e pelo cheiro que exalava do seu interior concluíam que era verdade o que lá estava.

5 comentários:

Mário Caniceiro disse...

- «É verdade!» Seguidamente todos cheiraram, e todos diziam: «Realmente parece que é merda».
Mas o homem respondia sempre: - «É verdade!». Ora nos tempos de hoje já não é bem assim.

Manel disse...

caro Mário,
Merda é merda independentemente do cheiro.
O maluco que parecia que era tolo, comeu merda com açúcar e conclui que comeu merda doce e que mesmo doce não deixou de ser merda.
Ora aqui temos uma conversa de merda!
Um abraço
Manel

Arsénio disse...

O bom humor pode ser de merda, mas também pode ser bom e doce! Aliás, nem cheira nada mal por aqui!
Abraços gerais,

Mário Caniceiro disse...

Manel, mau era se fosse uma "merda de conversa". Nas conversas de merda podemos falar de tudo sem restrições. Já quando se diz: "aquele gajo está para ali com uma merda de conversa" significa que alguém está a cagar e a falar ao mesmo tempo, ao ponto de não se saber bem de que lado vem o cheiro à dita, penso eu de que... Um abraço e manda lá mais umas conversas de merda, porque essas são saudáveis.

Manel disse...

Essa é verdade|