quinta-feira, abril 19, 2007

Ler os outros

Li no briteiros, que vivemos num mundo de aparências. Joshua Bell tocou durante 43 minutos para as 1097 pessoas que passaram pela sua frente. Os que se detiveram para o ouvir contaram-se pelos dedos de uma só mão e o rendimento dos donativos não ultrapassou os 32 dólares e... alguns cêntimos. Relembro Eugénio de Andrade: Passamos pelas coisas sem as ver, gastos, como animais envelhecidos: se alguém chama por nós não respondemos, se alguém nos pede amor não estremecemos, como frutos de sombra sem sabor, vamos caindo ao chão, apodrecidos.

2 comentários:

Cristina disse...

como o compreendo. hoje.

beijinhos

M.C. disse...

Por vezes desejo o mundo do oito e do oitenta. Talvez seja essa a unica forma de o bicho Homem se aperceber que nao passa de um "fruto sem sabor". Gostei do que li neste post e no briteiros. Um abraço conterr^^aneo.