quarta-feira, agosto 30, 2006

Se até a surda muda ...

O diário asbeiras informa sobre o que há muito se vê e se sabe : Lojas fechadas e corredores vazios é o cenário de alguns centros comerciais. A crise, a concorrência das grandes superfícies, ou a falta de divulgação são algumas das causas. Neste tempo de mudança rápida, em que o perceber a mudança se torna mais valia, aparecerem aqueles que propõem a protecção deste ou daquele sector condenado pela roda avassaladora, é propor mais do mesmo, isto é fazer chover no molhado. Claro que existem as modas, os fluxos, mas culpar estes e aqueles, não passará de mais uma prova de quem não está a perceber a mudança. Não seria tempo de os centros comerciais em causa mudarem o tipo de utilização do espaço? Não seria essa abertura à mudança, também opção do poder local? É que estamos na era da bricolage!

3 comentários:

Mário Caniceiro disse...

Amigo Manel, o pessoal agora "curte" mais o "comprar tudo feito". Os Centros Comerciais também alimentam a cultura do povo que não sabe fazer nada. Por outro lado, como diariamente a SIC e a TVI transmitem mais de 5 horas de Floribélha e Morancos com Açucar, respectivamente, o pessoal não tem tempo para ir aos Centros Comerciais...Só mudarão, desde que economicamente seja muito rentável...

Manel disse...

Caro Mário,
Tudo muda, pois se até a surda muda, quem ouve e fala mais facilmente mudará.
Só que a maioria em mudança, muda nem sabem como, para onde, nem porquê, se não tiver o entendimento do envolvente, e na maioria das vezes comem o que têm na frente porque lhes é apresentado como o que é para comer.
Mas não será tanto assim, pois o arrepiar caminho que observo em muitos, são sinais de falências de muitas coisas que hoje estão bem na berra.

Anónimo disse...

Caro Manel, por agora apenas esta lembrança de te ter visitado e não tendo tempo para mais, dou-te os parabéns. Um dia destes mando qualquer coisa.
Abraço
Fernando Barreto