quinta-feira, junho 16, 2011

Figuras e figurões

As nossas chamadas elites políticas e económicas apreciam muito crises económicas e crises políticas, e se as duas surgirem cumulativamente ainda melhor. As nossas elites económicas não prescindem de viver à custa do Estado, e quando protestam contra o Estado não é a ineficácia deste que as incomoda, isso é coisa que se resolve facilmente com um qualquer saquito ou mesmo com um simples envelope. Incomoda-as outras coisas, nomeadamente o dinheiro que corre nos serviços do Estado, pois na realidade querem e desejam esse bolo, ali disponível à mão de semear. Claro que para essas elites tudo funcionará melhor e com perfeição se ainda pudessem gerar lucros, privatizando os serviços públicos rentáveis, claro. Com as crises económica e política, torna-se mais fácil a compra de políticos, pois as elites políticas deixam de ter visibilidade. Muitos políticos são obrigados a mudar de ramo, baixando a qualidade dos que ficam no mercado, e o seu preço para as ditas elites económicas baixa. Qualquer bem falante e bem apessoado serve. Daí estarmos cada vez mais mal servidos de eleites económicas e políticas. Vai-te mundo cada vez para pior!

2 comentários:

"ESPAÇO CULTURALMENTE" disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
a. quelhas disse...

Indiquem-me, por favor, a porta da saída!!!!!!!!!!