quarta-feira, setembro 09, 2009

A guitarra censurada

Livro de Gonçalo Amaral proibido pelo tribunal (clicar) Agora são os tribunais que censuram os livros. Só faltava algum jornal ser censurado pelo presidente da Junta, não era?!!

5 comentários:

Anónimo disse...

Ainda não chegamos à Madeira! ...Mas a Madeira já chegou a nós!

Anónimo disse...

Todo o acontecimento tem uma lógica ou um fio condutor.
Quando o inesperado acontece ficamos sem jeito para lidar com ele.
Imaginem um casal (médicos), cujo membro do sexo masculino esteve para integrar as fileiras governamentais do Mr. Brown. Morre uma filha acidentalmente, que na autósia revelaria ?!... ter sido sedada, para os adultos entretanto se divertirem. Seria um escandalo na sociedade britânica. A história foi inventada à pressa, por demais desajeitada.
Pergunto: Mas alguém dúvida de um casal aflito que comunica o desaparecimento da sua filha, e "por acaso" só aceitam o cenário de rapto?
Se fossem de imediato separados para cada um contar a sua história, as incongruencias desvendariam logo o "mistério" que certamente jogaria com o cenário encontrado.Mas alguém teria coragem para separar um casal britânico amargurado pelo desaparecimento da sua filha?
Depois foi o que se viu. A mentira gigante cresceu e embrulhou todo o mundo, parece que a conta deles também.
Não tenho dúvidas, infelizmente, a "Madie" está morta.
O mistério que lanço para o "debate" é; Como se desfizeram do cadáver?
E portugal, continuará submisso a sua Magestade até quando?
Um abraço e parabens pelo blog e temáticas que apresenta.
Assina: JMP

to disse...

Até o Presidente da Junta censura os jornais!!!
É verdade.
No dia 30, no pic-nic do Escoural, foram distribuídos dezenas de bonés azuis DO SEU LADO.
Estavam presentes vários "jornalistas" da nossa praça que fotografaram a cena.
E publicaram?? Não.
O Julibeira telefonou a todos: "Nem uma foto dos gajos, senão....".
E os "gajos" não apareceram nos jornais.
Caro Manel, pelo menos a Censura escrevia, deixou rasto, deixou provas que agora apresentas.
O Julibeira e quejandos são mais sublimes: ameaçam e os jornalecos que necessitam da publicidade e das publicações da Sra Câmara e da Dona Junta como pão para a boca, lá vão enfiando a viola no saco.
Qual Madeira!!
Como disse o Alberto: "Fuch them"

Anónimo disse...

Eu até me arrepiei quando ouvi a notícia na televisão. O Idalécio que se cuide!
Fatiminha

Anónimo disse...

Visitem, tornem-se membros e comentem:

www.olhodocu.com

O Olho do Cú surge de uma ideia que provavelmente já passou pela cabeça de milhares de pessoas por esse mundo fora.
- Em que lugar poderei eu exercer a minha liberdade de expressão de modo a que esta seja vista e revista por milhares de pessoas?
- Onde poderei encontrar pessoas com vontade em expressar as suas opiniões, agrados e desagrados?

A resposta é simples…
www.olhodocu.com

Se nunca imaginou ser possível participar num projecto deste género…
Pensou que um lugar como este nunca iria surgir…
Se acha que esse lugar vai fechar…
Se pensa que aqui a sua opinião não conta…

Lamento informar, mas está redondamente enganado(a).

O Olho do Cú veio para soltar toda a m#%$& que está dentro de nós!!!

Para que não restem dúvidas aqui fica a principal motivação do Olho do Cú

Artigo 37.º
(Liberdade de expressão e informação)

1. Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações.

2. O exercício destes direitos não pode ser impedido ou limitado por qualquer tipo ou forma de censura.

3. As infracções cometidas no exercício destes direitos ficam submetidas aos princípios gerais de direito criminal ou do ilícito de mera ordenação social, sendo a sua apreciação respectivamente da competência dos tribunais judiciais ou de entidade administrativa independente, nos termos da lei.

4. A todas as pessoas, singulares ou colectivas, é assegurado, em condições de igualdade e eficácia, o direito de resposta e de rectificação, bem como o direito a indemnização pelos danos sofridos.

in www.portugal.gov.pt - Constituição da República Portuguesa

Esta mensagem será apenas enviada uma única vez e tem por objectivo dar a conhecer um espaço que tem como máxima a "Liberdade de Expressão"

http://www.olhodocu.com