segunda-feira, abril 06, 2009

Coisas da Primavera

14 comentários:

A. M. disse...

Quem fez a foto acertou no «vinte»!
Mas quem escreveu a frase, não há dúvida, devia estar apaixonado. Só assim...
Abraço.

António disse...

Viva,

Não sei se acertou no 20!
Há anos que o pedraço dá cabo da cereja e das cerejeiras...que o digam os fruticultores de trás-os-montes e beira-baixa...é tipo calhoada!

Abraço

MDomingues disse...

Depende a quem o autor se refere...mas quando a primavera traz mau tempo f* as todas... Mas se faz bom tempo, abre-lhe a flor toda!

Um abraço
MDomingues

flor disse...

Mas o que é que a prima Vera faz com as cereijas??????? Naaaaaahhh aqui à gato escondido com o coiso de fora...

Bruno E. Santos disse...

Presumo que terá sido escrito por alguém de uma geração mais antiga (com mais de 21 anos), senão seria algo do género: - "K fz ctg u k a primabera f c as serejeiraz..."!

E para mais com pincel e tinta branca?!? Bah! O pessoal hoje quer é "sprays", que são mais rápidos e permitem acrescentar umas ilustrações "hardcore" à mensagem! Talvez para não deixar margem para dúvidas na sua interpretação!

Anónimo disse...

O Mestre António Joaquim tem uma série de quadros de portas, quadros belos que...

Carlos Rebola disse...

A paixão é cega, talvez por isso o autor da frase, escolheu uma porta tão difícil de abrir...ou não.

Denise Fiuza disse...

Alguém poderia me explicar o que a primavera faz com as cerejeiras?
Obrigada!

Anónimo disse...

Todas as portas têm as posições de abertas, fechadas e entreabertas, mas todas as que se fecham se abrem.
O que é preciso é Primavera!

António disse...

Isto não está fácil...parece o nó górdio...quem o desata?
Abraço

Anónimo disse...

Na cultura celta existem uns ornamentos do nó eterno, uma delícia pagã que nos falta assimilar na essência.
A porta não é um nó eterno, mas sim uma ferramenta para a primavera, esse nó nunca igual nem repetido.

Pedro Ferraz disse...

Das opções do MDomingues eu votaria na 2ª acredito que o autor pretendia "abrir-lhe a flor toda".

Bom debate!
PFz

Manuel Ferreira disse...

http://www.d30.com.br/?ver=207
Está aqui a origem e uma breve "explicação". O local è original...talvez o desespero.

Manel disse...

As palavras estão por aí, a esmo, mas só os grandes poetas como Neruda ou Eugénio de Andrade as tornam únicas.