quarta-feira, junho 27, 2007

A colecção de arte de Joe Berardo

“A divulgação nacional da colecção de arte de Berardo, é uma nova ordem de ver a arte neste país, tal qual é referência o Siza para a arquitectura. Esta colecção irá ditar uma nova maneira de ver a arte em Portugal e de a fazer. Irá transformar a maioria das mostras até aqui apresentadas por todo o país como desactualizadas e obsoletas, que têm sido promovidas por pessoas que de arte pouco percebem.” Estas palavras foram proferidas por Alves André, ontem ao fim do dia, na Pedreira de Portunhos. Mais afirmou Alves André que “através desta mostra, espera-se que Portugal adquira alguma universalidade artística”. Escrevo isto porque é importante o que Alves André afirmou, e não tanto o eu que posso aqui escrever. Picasso, Dali, Andy Warhol, Francis Bacon, Duchamp, Max Ernst e Paula Rego, é o que antes estava em caixotes.

4 comentários:

conalisa disse...

Lendo o post está tudo muito certo. Mas coitadinho do humilde homem que tem tanto dinheiro (até para comprar uma equipa de futebol) e não tem dinheiro para mandar fazer um espaço onde a sua colecção pudesse ser vista. Vou já ao BCP doar o meu duodécimo para ajudar o pobre do Joe.

pissarija disse...

E que tal o meu amigo indagar junto do camarada Júlio Oliveira ou da Câma Municipal do concelho, para que em vez de gastarem dinheiro em mais uma rotundica,desviassem umas verbas para a construção do seu museu instrumentalíssio??? Sempre era mais bem gastado. A cultura ao serviço da politica.

Manel disse...

A quase totalidade dos instrumentos que tenho foram construidos cá pelo Manel.
Isto não contando com os que dei e irei dar a amigos.
Só aprecia quem ama, e só falamos com um certo brilho nos olhos quando falamos do que amamos.

Anónimo disse...

Pois...mas cá o Joe da Bernarda ama mais o dinheiro (apesar de gostar da colecção que adquiriu?)