sábado, fevereiro 03, 2007

Quantos são? Como te chamas?

«Mãe, como foste capaz de me matar?» e «Como consentiste que me cortassem aos bocados, me atirassem para um balde? (...) Por acaso pensavas comprar uma máquina de lavar ou um aspirador, com os gastos que talvez eu te iria causar?», são algumas das frases que se podem ler neste texto intitulado «Carta à minha Mãe», levada pelos miúdos do Jardim de infância Aquário, em Setúbal. Este tipo de campanha, que mais baixo já não pode descer, é o sinal de mais um símbolo de poder a perder pelos de grupos de pessoas do tipo do Sr. César das Neves e outros que por aí pululam e vivem de capelinhas à babuje das crendices de quem é inocente e não tem culpa de o ser. Só cá faltavam uns movimentos pela vida do óvulo e do espermatozóide, o não ao coito interrompido ou pela penalização da auto satisfação, porque punhetas só com grelo á vista, feitas à mão e com cheirinho a bacalhau.
P.S. Agora, aparece nesta confusão estratégica de quem está contra a despenalização da mulher que aborte, pois é esta a questão e não outra, quem esteja pela despenalização, mas mantendo o aborto como crime.
Repito : O SIM dá para todos os lados .
Não passa de estratégia da confusão .

26 comentários:

DEUS ESTÁ EM TODA A PARTE disse...

ARTIGO 142º
Interrupção da gravidez não punível

1. Não é punível a interrupção da gravidez efectuada por médico, ou sob a sua direcção, em estabelecimento de saúde oficial ou oficialmente reconhecido e com o consentimento da mulher grávida

L O G O: TODO ESTE BARULHO APENAS SERVE PARA O PAÍS SOCIALISTA GASTAR MAIS ALGUM. HÁ PROBLEMAS BEM MAIS GRAVES E NINGUÉM SE PREOCUPA. ISTO É POLÍTICA. ISTO É MxxxxDA

Doutourado disse...

EXACTAMENTE "DEUS ESTÁ EM TODA A PARTE"

A nossa lei actual é basicamente igual à lei espanhola. Só que aqui ao lado funciona porque a junta de 3 médicos que determina o aborto legal tem tomates e são competentes. Aqui no nosso portugalito os nossos médicos são sanguessugas para não lhes chamar outra coisa.

protestante disse...

Até hoje o Sr. Bispo de Viseu foi o único homem neste país a tomar a posição mais sensata. Tudo o resto são politiquices ou abortiçes do Sócrates (eng. de aviário / eng. sanitário)

HÁ PESSOAS QUE NEM SABEM QUAL É A PERGUNTA disse...

"Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas primeiras dez semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?" FOI A PERGUNTA APROVADA PELO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL.

DEUS ESTÁ EM TODA A PARTE disse...

Ora lá está: "despenalização da interrupção". Ainda há gente neste país que estudou muito mas que confunde despenalizar a interrupção com despenalizar a mulher que pratica o aborto. Haja dignidade...mas isto não passa de fanatismo político de alguns. Da forma que a pergunta está feita voto NÃO. Se alterarem a pergunta para despenalizar a mulher votarei SIM.

Tiago Cação disse...

"Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas primeiras dez semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?" ...Falta alguem nesta pergunta... Então, é só a mulher é que tem voto na matéria? O pai? não decide? Eu voto sim, mas acho a pergunta ridicula

DEUS ESTÁ EM TODA A PARTE disse...

A pergunta é uma pergunta "politica" por isso é que é ridícula, como Sr. Tiago Cação refere. É uma "pergunta aborto" imaginada por alguns "abortos" deste país. Todos os nossos comentários e indignação deveriam ser direccionados ao rídiculo desta pergunta. Politica da "festa de rotunda", anda-se à roda e volta-se ao mesmo sítio. Aos politicos ordinários que abortaram esta pergunta, só lhes digo: sejam coerentes e façam uma pergunta ao povo, mas um pergunta bem clara e objectiva. Foi para isso que votei neste Engº Sanitário Sócrates. Mas confesso que me enganou para além de ser mentiroso.

Manel disse...

Caro deus que está em toda a parte,
O seu problema é mesmo esse, isto é, estar em toda a parte e não estar no lugar certo no momento certo. É como o agente da autoridade, quando é preciso não está, apesar de estar em toda a parte.

Manel disse...

Claro que há pessoas que votam sem perceber a pergunta pois até há pessoas que não veem a Floribela a SIC e TVI, como poderão estar informadas?

Manel disse...

Caro Tiago,
No truca truca, alguém está a pensar em compromissos de gravidez?
Depois quem tem sido condenado não tem sido só as mulheres? Os homens abortam? foram condenados? Só se abortarem umas cabras e umas cadelas!

Lembro que há 31 anos as mulheres não tinham direito a voto.

Manel disse...

Se o não vencer o que conta é o que está na lei, e o que está na lei é uma pena de prisão até 3 anos.

DEUS ESTÁ EM TODA A PARTE disse...

Manel... não fuja com o rabo à seringa. Ou não conheçe a lei actual ou anda a ver muita TV do entreta_nimento. Despenalize-se a mulher estou de acordo. Agora os cérebos que elaboraram a pergunta fizeram-na com sentido político. Logo irão ter o meu NÂO.Porque o objectivo da pergunta vai muito para além da despenalização do aborto. É o que eu entendo com o meu português do 2º ano de telescola. Mas existem muito iluminados neste país que veem muito mais à frente que eu...

Manel disse...

Sintos que agora os partidários do “não” são os mais firmes defensores da despenalização, até aceitariam a despenalização se a pergunta fosse outra, isto até, desde que o aborto seja feito às escondidas. Sei que há muita gente sincera pelo "não", mas estes outros que até aceitaria a pena das que abortam. mas colocando as excepções de ladao e voltando à regra, eu vejo muita hipocrisia.
O que é que se fizeram até agora os partidários de "não" em especial a Igreja pelas mulheres para que não abortassem? Excumunga a mulher, mas não excumunga um padre pedófilo!
Há por aí muita gente em que os meios não justificam os fins. Claro que isto é política! É mesmo um~símbolo de poder.

DEUS ESTÁ EM TODA A PARTE disse...

Partidarizaram a questão, o que no meu entender, é um erro. Neste momento já é possível fazer o aborto de forma legal (art. 142º). Este referendo só serve para: gastar uma montanha de dinheiro, desviar a atenção de problemas mais graves que o país atravessa e para fazer a vontade ao Chico Lava Louça e ao Eng. Sanitário...Bom fim de semana para todos os leitores deste blog... que ainda bem que não tem censura...

DEUS ESTÁ EM TODA A PARTE disse...

E para si Sr. Eng. um bom fim de semana também ... sem abortos se possível, olhe que Deus está em toda a parte

Manel disse...

Caro Deus está em toda a parte.
Que tenha um bom fim de semana, também, e obrigado em me lembrar que é feio apontar, promentendo aqui evitar apontar.
Um abraço
Manel

HITLER disse...

Estratégia da confusão... - já lhe vi chamar muita coisa - até politica de banco de jardim...o Hitler é que aniquilou (MATOU) seres vivos. Esse tempo felizmente já lá vai...Votemos NÃO evidentemente.

M.Domingues disse...

Que coceira esta que atormenta os protagonistas do negativo não?!!!,e sempre com a protecção da fictícia identidade
Uma impressão deve ser o texto a mais na pergunta:"em estabelecimento de saúde legalmente autorizado"
....deve haver mulher a abortar sem consentimento do marido?
É uma pergunta!
lol, lol

Um abraço
M.D.

Anónimo disse...

Manel, pois Deus está em toda a parte e não se deve apontar, correndo o risco de lhe meter o dedo no cu.

Agora, domingo votamos sim.

ZÉ disse...

CONVERSA DA TRETA... DIÁLOGO DE SURDOS ...
COM ESTAS E COM OUTRAS NOS VÃO ENGANANDO...
AO DESPENALIZAR A INTERRUPÇÃO VOLUNTÁRIA DA GRAVIDEZ, DESPENALIZA-SE A MULHER QUE DECIDE ABORTAR...
EU VOTO SIM À DESPENALIZAÇÃO.
UM ABRAÇO AO FORUM/BLOG

Manel disse...

Observo da parte de alguns (homens) do «movimentos do "não", assim como da Igreja, uma espécie de tentativa de imposição de uma burka mental à mulher.
Sentem-se bem assim a menorizar a mãe, a esposa e filha? Talvez.

ZÉ disse...

NÃO SE PERCEBEM AS RAZÕES DA IGREJA CATÓLICA QUE "MANDA" VOTAR NÃO...
ATÉ PARECE QUE SÃO EXEMPLO...
SE CALHAR ALGUM PADRE, MAIS AFOITO, NÃO TEVE JÁ QUE PAGAR UM ABORTO CLANDESTINO...
UM ABRAÇO AOS COMENTADORES

Anónimo disse...

Deus vota SIM
Deus vota SIM, à despenalização da IVG.
Como fomos criados à imagem e semelhança de Deus, com os erros e as indecisões de todos os dias, assim sempre Deus autorizou a correcção dos erros cometidos, vinda da experiencia individual. Até há que cometem erros toda a semana, e que ao domingo vão à igreja pedir perdão ao padre, com 3 Pai Nosso e 4 Ave-maria.
Como a gravidez indesejada vem de um erro humano, e como « errar humanum est », o referendo vai permitir corrigir esse erro.
Como não existe nenhuma mulher que engravide só para interromper a gravidez, mas somente errou num momento, até de exaltação, o referendo permite corrigir esse problema.
E quando alguns dizem que se fosse a despenalização da mulher até votavam sim, é semântica para afogar o peixe.
Então não é permitida a IVG (não à despenalização da IVG), mas não se condena a pessoa que interrompe a gravidez (Sim à despenalização da mulher)? Que raciocínio tenebroso vindo do fundo do Inferno, (vade retro Satanás)
Por isso Deus vota Sim à despenalização da IVG.
Deus vota SIM

DEUS ESTÁ EM TODA A PARTE disse...

Quereis a extreminação da raça humana. Na vossa prespectiva nem vós tereis nascido porque vossa ma~es vos tinham abortado. Senhor tende piedade de nós. Haja respeito pela vida. Sois uns hitleranianos...

Maria Barroso (dra) disse...

O júlio machado tem o dom da palavra e da boa conversa. Não passa de um teórico. O que diz, na prática, nunca irá acontecer...mais um hipócrita amigo do Louçã, como não podia deixar de ser. Foram colegas

Manel disse...

Um padre de Viseu disse hoje que votará "Sim" no referendo de domingo, porque entende que deve acabar a humilhação das mulheres em tribunal e o "verdadeiro infanticídio" a que obriga a lei actual.
O padre Manuel Costa Pinto, de 79 anos, defende que a mulher deve ser libertada "dessa coisa vergonhosa que é o julgamento e os exames à sua vagina"