quinta-feira, janeiro 18, 2007

Adão e Eva

Os bispos portugueses (Igreja – instituição) estão ao nível dos Aytolas na condenação das mulheres de hoje que tem a necessidade de abortar, com ameaças de excomunhão, purgatório, condenação, repúdio, inferno, etc. Então para os senhores bispos, tomar a pílula do dia seguinte não é abortar? Estar a defender o “não” e opor-se á criminalização da mulher, não é estar em contradição se as mulheres continuam a abortar e desde do último referendo de 1998 já houve vários julgamentos? Irão voltar as fogueiras da Santa Inquisição, ou no futuro irão pedir desculpa quando tudo isto for já História do passado, como fizeram com Galileu? Só o voto sim no referendo à despenalização do aborto dá para os dois lados, isto é, dá para os não são pela condenação da mulher que a ele recorra, e dá para as que nunca em tempo algum, dizem elas, fariam um aborto. (Não reconheço autoridade moral a quem condena a educação sexual, o uso do preservativo, contraceptivos, enfim, tudo o limita ou pode limitar uma maternidade consciente. É cruel quem exige a manutenção da punição do aborto, numa posição farisaica.)

5 comentários:

Tiago Cação disse...

Felizmente há Luar!!!

M.Domingues disse...

Esta espécie de raça de gente, são sempre contra tudo e contra todos! Ameaçam ferozmente a sociedade, en vez de dialogar e esclarecer.
Contestam a comunidade científica, quanto a dados e factos investigados e provados, ... ainda não contestaram as leis da física porque cedo se aperceberam que passariam a andar de cú para o ar...ou de cabeça para baixo!
Abstinência!!!! mas a gula deles pode ser paga... com dinheiro claro! - Foram contra o uso do preservativo, quando estava em causa a prevenção do risco de contagio de doença incurável, e não contracepção!!!,mas só foram contra.
Prometem a ressurreição dos mortos , podem bem passar a prometer a ressurreição dos abortos ....
Por aborto ainda ser crime, continuam a aparecer recém- nascidos abandonados em sacos de plástico... e crianças espancadas até á morte, que já não os impressiona.
"Penso eu de que" eles pensam que eu escapei ao aborto!... Mas já era crime naquele tempo...

Tiago Cação disse...

Manel, poderá facultar-me o contacto do Idalecio Cação?
envie para thiagocacao@hotmail.com

Um Abraço

De Arievilo disse...

Pois, o sim dá para os dois lados, já que o terceiro não conta... Afinal o mais importante são os orgasmos. São eles afinal q conduzem a nossa sociedade!
Já contou quantos irmãos tem? se nasceu depois do primeiro, a aplicar-se esta lei do sim, o mais provável era nem ter nascido!

Manel disse...

Felizmente há luar: http://www.bejapelosim.blogspot.com/