domingo, abril 09, 2006

São canos, Senhor!

Local: Sardão/S. Caetano/Cantanhede. É na verdade uma tampa de um saneamento que não existe, mas colocada em conjunto com os tubos para o aparato eleitoral de Outubro passado. Nenhum destes equipamentos funcionam ou têm utilização prevista de quando e como, à excepção da estação de bombagem da captação de água dos Olhos da Fervença. A ruptura da conduta de água, possivelmente originada pelas obras de enterramento dos canos, lá está desde Outubro passado. Já passaram 150 dias, pelo menos, e fora à grande quantidade de água que se infiltra nas premiáveis e fias areias de Gândara, só pela tampa de inexistente saneamento, estimo em pelo menos 750 mililitros por segundo. Isto a 3600 segundos por hora, 24 horas por dia, em 150 dias, muita água a matar a sede…. A ribeira que passa ao lado vai cheia.

3 comentários:

Carrana disse...

Boa Manel.. continua de olho vivo!!!
Infelizmente não passam jornalistas por essa estrada... ou se passam levam as máquinas fotográficas sem rolo...

Manel disse...

caro Carrana,
A ignorância reina e governa, servido de pastagem à demagogia.
Daí o exibicionismo do novo riquismo de quem tem e está em orbita deste poderzinho de esbanjamento imoral, sem qualidade e sem estratégia sustentada que tem sido e é o dito poder autarquico em Cantanhede.
Rotundas com flores como quem semeia salsa ao reguinho.
Sabias que a frequesia Tocha tem o maoir nº per cem de beneficiados com o rendimento mínimo garantido, e que o devem ao presidente da junta, dizem os que o recebem?

mitro disse...

A denúncia e a democracia só no Blog!