segunda-feira, março 27, 2006

Asfalto eleitoral

Na Gândara há aldeolas ermas, perdidas entre pinhais, no fim do mundo. Continuam estas aldeolas perdidas entre pinhais a não receberem o tratamento adequado que merecem, em mínimos de qualidade e respeito. As autarquias lá colocam, quando colocam, o asfalto eleitoral. Um pouco de pão para malucos, sem os mínimos de segurança e respeito por quem paga os impostos, e quando chove é o que se vê: é vergonhosa esta falta de respeito.

3 comentários:

Carlos Esperança disse...

Continue com a intervenção cívica.
Traz aborrecimentos mas compensa.

«O caminho faz-se caminhando».

Abraço.

Carrana disse...

Caro Manel...

o asfalto eleitoral é não só um problema de esbanjamento/desperdício dos bens públicos, como um insulto à inteligência de quem ousa colocar os neurónios a funcionar. Esta técnica de marketing político tem como 1.º e último objectivo entreter/distrair o "povão"... Que continuem porque o "povão" gosta!!!

Gandaro disse...

O meu amigo esqueceu as flores de época e os relvados consumidores de água, manuteção e empreitadas de fornecimentos de serviços.